Matéria(s) em Trabalho

A dignidade

 

No bairro em que moro,  observo cenas  lindas de superação. Hoje vou descrever uma delas:

Há alguns anos, conheci uma família paupérrima. O marido era carroceiro, grosseiro, sempre alcoolizado. Muitas vezes, vi sua companheira  sem brilho, muito triste ao lado do grosseiro e insensível carroceiro.

Depois de alguns meses,  notei  essa senhora catando lixo somente com um saco,  sem auxílio de uma carroça e sem o marido ao seu lado. Tempos mais tarde,  ela começou a vestir um colete da  Associação dos Catadores de Lixo e a usar um carinho de mão. E, num outro momento, vi que ela tinha arranjado uma ajudante — sua filha deficiente e maior de idade.

Num sábado ensolarado,  a família dessa senhora, com  exceção do marido aguardavam  o ônibus muito felizes, todos arrumados. Então lembrei como é importante o trabalho, sentir-se útil, poder prover,  por mais  humilde e simples que seja,  a subsistência  sua e de sua família.

Sempre que passo por ela, lembro fortemente da palavra dignidade.

Até a próxima semana!

Comentar »


Artigos Relacionados


Arquivos